Emissão da Credencial Oficial do Peregrino de Santiago.

O "Grupo Peregrino da Paz - Caminho Santiago Brasília" está autorizado pelo centro de acolhida do peregrino da catedral de Santiago de Compostela a emitir a "credencial do peregrino". Ela é emitida aqui mesmo em Brasília gratuitamente.

As pessoas interessadas em informações atualizadas do Caminho Santiago, tais como planilhas, listas de albergues e hospedagens, perguntas mais frequentes, e informações básicas entre em contato através e-mail: manoelbrasilia@gmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
O primeiro contato com o “Caminho de Santiago” foi em 1994. Após quase dois anos em busca de informações mais consistentes realizei o meu primeiro caminho em junho de 1996. Após os primeiros passos continuo até hoje. Ao longo dos anos foram percorridos diversos caminhos que levam a Santiago de Compostela. Além do tradicional Caminho Francês percorrido por diversas vezes também realizei outros trajetos. Em destaque o " Caminho Aragonês" , “Caminho País Vasco Interior e da Costa”, “Caminho Cantábrico”, “ Caminho Asturiano Interior e da Costa”, “Caminho Primitivo”, “Caminho Inglês”, “Caminho Português”, “Caminho de Madrid”, “Caminho del Ebro” e “Caminho de Antonino. Tive também a oportunidade trilhar a “Ruta del Cares”, a “Islas Cies”, “Vale de Azkoa-Selva Irati”, e outras ramificações de caminhos da Galícia, Navarra e Astúrias.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Caminho Aragonês 4 - San Juan de La Peña a Puente de La Reina de Jaca.


Etapa 4 - San Juan de La Peña a Puente de La Reina de Jaca.
Distancia de 19,5 quilômetros.
Retornamos do Monastério novo de San Juan de La Peña até o Collado Cuatro Caminos e seguimos agora a seta indicadora a Santa Cruz de Los Serós. Por trilha inicia descida da serra de San Juan de La Peña até o povoado de Santa Cruz de Los Serós. Logo na saída do povoado uma ligeira subida saindo do vale na direção do povoado de Binacua. Trilhas e caminhos sem dificuldade até o povoado, e na saída de Binacua já se vê o povoado de Santa Cilia de Jaca e retorno a GR65.3 do caminho aragonês. Após Santa Cilia de Jaca nada mais do que seguir a sinalização tradicional do Caminho Aragonês.
Observação:
O caminho da GR65.3.2 exige paciência e boas condições físicas. Necessita de bom tempo, pois as trilhas em alguns trechos são pontos de escoamento das águas. Não possui apoio logístico em Atarés e Binacua. São trilhas de montanha que exige atenção na sinalização.
Não confundir Puente de La Reina de Jaca com Gares que é Puente de La Reina do caminho francês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.