Emissão da Credencial Oficial do Peregrino de Santiago.

O "Grupo Peregrino da Paz - Caminho Santiago Brasília" está autorizado pelo centro de acolhida do peregrino da catedral de Santiago de Compostela a emitir a "credencial do peregrino". Ela é emitida aqui mesmo em Brasília gratuitamente.

As pessoas interessadas em informações atualizadas do Caminho Santiago, tais como planilhas, listas de albergues e hospedagens, perguntas mais frequentes, e informações básicas entre em contato através e-mail: manoelbrasilia@gmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
O primeiro contato com o “Caminho de Santiago” foi em 1994. Após quase dois anos em busca de informações mais consistentes realizei o meu primeiro caminho em junho de 1996. Após os primeiros passos continuo até hoje. Ao longo dos anos foram percorridos diversos caminhos que levam a Santiago de Compostela. Além do tradicional Caminho Francês percorrido por diversas vezes também realizei outros trajetos. Em destaque o " Caminho Aragonês" , “Caminho País Vasco Interior e da Costa”, “Caminho Cantábrico”, “ Caminho Asturiano Interior e da Costa”, “Caminho Primitivo”, “Caminho Inglês”, “Caminho Português”, “Caminho de Madrid”, “Caminho del Ebro” e “Caminho de Antonino. Tive também a oportunidade trilhar a “Ruta del Cares”, a “Islas Cies”, “Vale de Azkoa-Selva Irati”, e outras ramificações de caminhos da Galícia, Navarra e Astúrias.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Se você perder a capacidade de rir, perderá a de pensar.

Vamos, sorria!

“O grande projeto de “Pedrick, que se descrevia como” um homem pensativo”, era irrigar desertos do mundo mandando um abastecimento constante de bolas de neve da região polar através de uma gigantesca rede de tubos.

Você está rindo e pensando: “Daniel está inventando isso”. Errado. Isso está documentado em um livro que li, de Stephen Pile, propriamente intitulado The book of failures (O livro dos fracassos). Você encontra coisas inacreditáveis ali.

Lembro-me de algo que ocorreu em 1978, durante uma greve do corpo de bombeiros na Inglaterra, que permitiu uma das maiores tentativas de resgate de animais de todos os tempos. Valorosamente, o exército inglês assumiu o combate ao incêndio. Na época foram chamados por uma senhora do sul de Londres para que resgatassem seu gato.

Eles chegaram rápidos e, hábil e cuidadosamente, o salvaram, e se preparavam para ir embora. A senhora ficou tão agradecida que os convidou para um chá. Quando iam embora, acenando amavelmente com os braços, eles passam por cima do gato e o mataram.

O prêmio da arma mais inútil de todos os tempos vai para os russos. Eles inventaram o “cão mina”. O plano era treinar cachorros para associar comida com fundo dos tanques, na esperança de que fossem correr famintos contra as divisões Panzer. As bombas eram presas nas costas dos cachorros, e estes eram colocados onde nenhuma companhia de proteção pudesse vê-los. Infelizmente, os cães só associaram com comida os tanques russos. O plano começou no dia em que a Rússia se envolveu na II guerra mundial... E foi abandonado no dia seguinte. Os cães com bombas nas costas forçaram uma divisão soviética inteira a recuar.

Tudo isso me trouxe a mente dois pontos muito curtos e simples:

Não importa o quão sincero sejamos ou quão duramente trabalhemos. Alguns dias serão melhores se forem esquecidos. Lei de Murphy Lembra-se?

Algumas coisas que pareciam muito importantes e sérias na hora, se tornarão absolutamente hilariantes depois de pouco tempo.

Pois bem, alguma coisa terrivelmente importante para você hoje? Extremamente séria e vital? Conte seus dias. Observe por outra expectativa. Saiba que não vai demorar muito para que você esteja olhando esta difícil questão de uma forma diferente. No futuro você poderá estar rindo de algo que consome seu coração hoje.

Não sofra com coisas pequenas. Ninguém consegue vencer tudo o tempo todo.

Nem mesmo Pedrick, os gênios russos ou o exército inglês.

Vamos aprender uma lição com os cães que carregam uma bomba nas costas. Alguns de nossos planos mais bem elaborados explodem em nossa cara. Então, quando a fumaça se dissipar, tente sorrir em vez de chorar. A vida não é tão dura quanto você está imaginando.

Vamos, sorria!

(Extraído de Fênix-Renascendo das cinzas) de Daniel C.Luz

“Se você perder a capacidade de rir, perderá a de pensar.”

Clarence Darrow.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Ruta del Cares - A Garganta Divina.

Nas proximidades do Caminho do Norte quando chega-se as Astúrias o peregrino pode sair um pouco do traçado original e realizar uma aventura inesquecível. A partir de Villaviciosa o Caminho das Astúrias segue para Oviedo ou Gijón. Em Gijón um sendero ao "revés" leva ao Santuário de Covadonga, passando por Arriondas, e prosseguindo aos Lagos nos Picos de Europa. Em Oviedo no início do Caminho Primitivo uma esticada a Cangas de Onis é compensadora para percorrer um dos senderos mais bonitos da Espanha. O desfiladeiro Del Cares de Cain a Poncebos é um passeio de 1 dia que vale a pena. Estive lá em 2009 e coloquei à direita do Blog um link de fotografias.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

1ºs Peregrinos de Brasília 2012 - Caminho Santiago

No início de fevereiro partiram desde Somport/Candanchú (Caminho Aragonês) os primeiros peregrinos de Brasília de 2012.
Apesar das dificuldades do tempo já estão passando por Pamplona.
Bom caminho aos peregrinos Arnaldo, Hugo e Thales.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Caminho de Santiago do Norte – Rota Cantábrica

Caminho de Santiago do Norte – Rota Cantábrica

O Caminho do País Vasco da Costa termina na fronteira Cantábrica na localidade de Somorrostro/El Onton a oito quilômetros de Castro Urdiales.

A partir de Castro Urdiales um caminho tipicamente costeiro passando por Santander e Santillana del Mar, e outras cidades tais como Laredo, Comillas, San Vicente de La Barquera e Unquera na fronteira das Astúrias.

O caminho contorna as baías de Laredo e Santander, mas normalmente os peregrinos atravessam de barco de Laredo a Santoña, e de Somo a Santander.

É uma região turística importante com muitas estradas interligando as praias locais. Muitos caminhos coincidem com as estradas e requerem cuidados principalmente no verão.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Cruz de Ferro - Entre Foncebadón e Manjarin

Quando atravessa a Maragateria o peregrino inicia a terceira e última fase do Caminho de Santiago.

Está prestes a entrar na Galícia. Após as planuras das “Tierras de León” já se vê ao longe os montes sagrados de Teleno, e mais adiante Aquiana.

As montanhas e bosques estão de volta!

Uma grande expectativa para quem trouxe de muito longe aquela pedra a ser depositada ao pé da Cruz de Ferro. E durante o caminho quantas pedras sinalizaram seus passos de diversas formas.

Passado o Carvalho Peregrino na entrada de Rabanal del Camino as emoções e receios de passar por Foncebadón despertam uma ansiedade que se dilui na direção da Cruz de Ferro. Tanto a romaria de peregrinos da primavera e verão, quanto ao gélido silêncio do outono e inverno em nada muda o ritual do caminhante de pagar o tributo da pedra a ser deixada aos pés da Cruz de Ferro.

Pedidos pessoais, rezas, boa sorte para o final da rota, rituais secretos e outras formas de credo deixam o local com uma energia pura da peregrinação.

Em tempos remotos dizem que a cruz original era em honra a Hermes-Mercúrio para que interviesse com seus favores para ajudar aos viajantes a encontrar um bom caminho.

Em tempos modernos por ocasião do Ano Santo vândalos na calada da noite serram o poste de madeira que sustenta a Cruz de Ferro. Logo em seguida é recuperada, mas os antigos peregrinos percebem a diminuição de sua altura, mas a sua grandeza de valor persiste.

Em noite de Lua Cheia vale a pena caminhar antes do amanhecer para se surpreender.

Muitos até dormem por lá levando pão e vinho.

É o inicio do fim do caminho. Preste bem mais atenção a partir daí.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Pais Vasco - Dois Caminhos a Santiago

O mais percorrido e incluso nos Caminhos ao Norte inicia em Irún e passando por San Sebastián, Bilbao e a famosa cidade de Gernika.
Em Somorrostro/Onton prossegue pelo Caminho Cantábrico, e posteriormente pelas Astúrias e Galícia. É denominado de Caminho pela Costa.
O pouco conhecido também inicia em Irún, E denominado de Caminho do Interior com destaque pela passagem do Túnel de San Adrian e Vitoria-Gasteiz.
Por Armiñon e Zambrana faz ligação com o Caminho Francês em Burgos.
Seguindo a Salinillas de Buradón faz ligação a Santo Domingo de La Calzada através da cidade de Haro.
Um caminho para quem está cansado de seguir a mesma rota massificada.
Existe a possibilidade de ao chegar em Santo Domingo percorrer ao "revés" o francês na direção de Saint Jean Pied de Port, e prosseguir pelo caminho das bruxas "Cuevas de Zugarramurdi e Urdazubi-Urdax" e retornar a Irún.
Um circular Caminho que não chega a Santiago de Compostela.