Emissão da Credencial Oficial do Peregrino de Santiago.

O "Grupo Peregrino da Paz - Caminho Santiago Brasília" está autorizado pelo centro de acolhida do peregrino da catedral de Santiago de Compostela a emitir a "credencial do peregrino". Ela é emitida aqui mesmo em Brasília gratuitamente.

As pessoas interessadas em informações atualizadas do Caminho Santiago, tais como planilhas, listas de albergues e hospedagens, perguntas mais frequentes, e informações básicas entre em contato através e-mail: manoelbrasilia@gmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
O primeiro contato com o “Caminho de Santiago” foi em 1994. Após quase dois anos em busca de informações mais consistentes realizei o meu primeiro caminho em junho de 1996. Após os primeiros passos continuo até hoje. Ao longo dos anos foram percorridos diversos caminhos que levam a Santiago de Compostela. Além do tradicional Caminho Francês percorrido por diversas vezes também realizei outros trajetos. Em destaque o " Caminho Aragonês" , “Caminho País Vasco Interior e da Costa”, “Caminho Cantábrico”, “ Caminho Asturiano Interior e da Costa”, “Caminho Primitivo”, “Caminho Inglês”, “Caminho Português”, “Caminho de Madrid”, “Caminho del Ebro” e “Caminho de Antonino. Tive também a oportunidade trilhar a “Ruta del Cares”, a “Islas Cies”, “Vale de Azkoa-Selva Irati”, e outras ramificações de caminhos da Galícia, Navarra e Astúrias.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Caminho Francês a Santiago de Compostela - Etapa 2

Etapa 2 do Caminho Francês.
Roncesvalles a Zubiri
Distância aproximada da etapa: 21,9 quilômetros.

O povoado de Roncesvalles é um conjunto de edificações ao longo da estrada N-135 que vem dos Pirineus franceses na direção de Pamplona.
Do albergue pode-se ver a estrada na direção de Burguete, e ao seu lado o primeiro painel indicativo da trilha.
Após a ansiedade e dureza da primeira etapa alguns peregrinos antigamente eram surpreendidos pela dureza de alguns trechos do segundo dia, porém na atualidade as principais dificuldades foram atenuadas com melhorias de trilhas e caminhos.
Muitos trechos com alagadiços ou muito pedregosos foram melhorados.
A saída de Roncesvalles inicia pela estrada N-135 e logo um painel do caminho de Santiago indica uma trilha de bosques à direita.
A estrada acompanha pelo lado esquerdo, e após a Cruz do peregrino se afasta um pouco e só retornando a rodovia na entrada de Burguete.
É o local para o café da manhã, pois em Roncesvalles as duas pousadas não abrem no horário de saída dos peregrinos.
Após o lanche muita atenção na sinalização, pois a cafeteria fica depois do local que se abandona a estrada N-135.
Após Burguete um amplo caminho rural e pequenas trilhas bem sinalizadas e conservadas levam ao povoado de Espinal/Aurizberri.
Logo na saída de Espinal inicia a subida ao Alto de Mezkiritz que antigamente apresentava alguma dificuldade quanto ao terreno irregular e alagadiço no mau tempo.
Atualmente a única dificuldade são os aclives naturais ao Alto de Meskiritiz.
No Alto de Meskiritz cruzamos novamente a estrada N-135 junto ao monolito da Virgen de Roncesvalles.
As trilhas e caminhos continuam bem marcados e com algumas regiões pedregosas descendo até o povoado de Biscarreta/Guerendiain.
Após Biscarreta prestar atenção que o caminho vai cortar a rodovia novamente, e por trilha à direita prossegue a Lintzoain.
Caso continue pela estrada o peregrino poderá perder a sinalização do caminho, e seguirá na direção do povoado de Erro.
Logo após Lintzoain o antigo trecho empedrado e perigoso foi melhorado com uma pista concretada que alivia a subida inicial do Alto de Erro.
E prossegue então por trilhas e caminhos a subida do Alto de Erro que culmina em área ampla que corta pela última vez a estrada N-135, e que leva a Zubiri.
Abandonamos a estrada e continuamos pelo caminho sinalizado na direção de Zubiri.
O trecho final da etapa antigamente também era muito empedrado e causava grandes esforços nos joelhos, mas atualmente foi recuperado.
Mesmo assim muita atenção nos declives nas proximidades de Zubiri.
As chaminés da grande fábrica de cimento indicam a proximidade do povoado.
Logo veremos a ponte gótica de La Rabia.
Atenção!
Quem vai dormir em Zubiri cruzar a ponte para entrar no povoado.
A sinalização do caminho na entrada da ponte manda prosseguir à esquerda que é a continuação do caminho a Larrassoaña.
As fotos para maior entendimento da etapa estão no álbum abaixo:
http://picasaweb.google.com.br/caminhosantiago.brasilia/Etapa2RoncesvallesAZubiri#
Em caso de dúvidas passe e-mail para:
manoelbrasilia@terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.