Emissão da Credencial Oficial do Peregrino de Santiago.

O "Grupo Peregrino da Paz - Caminho Santiago Brasília" está autorizado pelo centro de acolhida do peregrino da catedral de Santiago de Compostela a emitir a "credencial do peregrino". Ela é emitida aqui mesmo em Brasília gratuitamente.

As pessoas interessadas em informações atualizadas do Caminho Santiago, tais como planilhas, listas de albergues e hospedagens, perguntas mais frequentes, e informações básicas entre em contato através e-mail: manoelbrasilia@gmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
O primeiro contato com o “Caminho de Santiago” foi em 1994. Após quase dois anos em busca de informações mais consistentes realizei o meu primeiro caminho em junho de 1996. Após os primeiros passos continuo até hoje. Ao longo dos anos foram percorridos diversos caminhos que levam a Santiago de Compostela. Além do tradicional Caminho Francês percorrido por diversas vezes também realizei outros trajetos. Em destaque o " Caminho Aragonês" , “Caminho País Vasco Interior e da Costa”, “Caminho Cantábrico”, “ Caminho Asturiano Interior e da Costa”, “Caminho Primitivo”, “Caminho Inglês”, “Caminho Português”, “Caminho de Madrid”, “Caminho del Ebro” e “Caminho de Antonino. Tive também a oportunidade trilhar a “Ruta del Cares”, a “Islas Cies”, “Vale de Azkoa-Selva Irati”, e outras ramificações de caminhos da Galícia, Navarra e Astúrias.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Rabanal del Camino a Molinaseca.


Hoje uma caminhada emblemática, pois é uma das trilhas e caminhos mais bonitos, mas também uma das mais difíceis pois iremos cruzar o ponto mais alto do caminho francês que é o da antiga Estación Militar, logo após a Cruz de Ferro na região de Foncebadón.
O sol logo cedo mostra a sua cara, e já na saída tenho que tirar o polartec e ficar só com a camisa meia manga de dry-fit.
Vejo alguns peregrinos encapotados e nem sei como resistem!
As trilhas de Rabanal del Camino a Foncebadón possuem muitas subidas e algumas subidas cortando e muito as distâncias da sinuosa estrada LE-142.
O povoado de Foncebadón cantado em prosa e verso de suas maldições por escritores e místicos de última hora continua em franco progresso.
Nenhum cão perigoso e nenhuma boneca espetada em ruínas amaldiçoadas.
Vários albergues e até um hostal. Outras obras são tocadas a espera dos peregrinos de 2010.
A saída de Foncebadón requer cuidados na época pois alguns alagados determinam caminhos alternativos através campos. Logo um caminho rural leva de volta a estrada LE-142 e trilha da Cruz de Ferro.
O local da cruz está limpo e arrumado, e todos penduricalhos amarrados foram retirados.
O visual ficou melhor!
Após a Cruz de Ferro o povoado abandonado de Manjarin e novas trilhas para a subida da antiga Estación Militar. É claro que são trechos com muitas pedras e de alguma dificuldade. A dificuldade das trilhas empedradas persistem até o povoado de El Acebo.
Após El ACebo uma caminhada por estrada de quase quatro quilômetros na direção do povoado de Riego de Ambrós. Após vencer as trilhas e saída de Riego de Ambrós se chega a pequena casa hexagonal que cruza a LE-142 e leva o peregrino para uma das trilhas mais marcantes do caminho. A trilha de Molinaseca. Uma trilha com muitas pedras, através montes, e de alguma dificuldade para as pernas e os pés. Um lugar de reflexões!
Ao final aquela difícil e empedrada descida a Molinaseca, e por final cruzar a famosa ponte dos peregrinos.
Manoel Brasília.
Direto de Molinaseca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.