Emissão da Credencial Oficial do Peregrino de Santiago.

O "Grupo Peregrino da Paz - Caminho Santiago Brasília" está autorizado pelo centro de acolhida do peregrino da catedral de Santiago de Compostela a emitir a "credencial do peregrino". Ela é emitida aqui mesmo em Brasília gratuitamente.

As pessoas interessadas em informações atualizadas do Caminho Santiago, tais como planilhas, listas de albergues e hospedagens, perguntas mais frequente e informações básicas entre em contato através e-mail: manoelbrasilia@gmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
O primeiro contato com o “Caminho de Santiago” foi em 1994. Após quase dois anos em busca de informações mais consistentes realizei o meu primeiro caminho em junho de 1996. Após os primeiros passos continuo até hoje. Ao longo dos anos foram percorridos diversos caminhos que levam a Santiago de Compostela. Além do tradicional Caminho Francês percorrido por diversas vezes também realizei outros trajetos. Em destaque o " Caminho Aragonês" , “Caminho País Vasco Interior e da Costa”, “Caminho Cantábrico”, “ Caminho Asturiano Interior e da Costa”, “Caminho Primitivo”, “Caminho Inglês”, “Caminho Português”, “Caminho de Madrid”, “Caminho del Ebro” e “Caminho de Antonino. Tive também a oportunidade trilhar a “Ruta del Cares”, a “Islas Cies”, “Vale de Azkoa-Selva Irati”, e outras ramificações de caminhos da Galícia, Navarra e Astúrias.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Caminho de Santiago de Compostela no inverno.

Após ter realizado duas caminhadas de outono/inverno e acompanhado durante quase dez anos os fatos relatados em listas peregrinas, e na imprensa espanhola posso repassar algumas informações para quem pretende caminhar principalmente entre 21 dez/21 mar.
Após a morte do peregrino brasileiro, em janeiro de 2002 nos Pirineus franceses, o assunto tem sido mais estudado e os cuidados redobrados.
É uma caminhada diferenciada que exige uma maior experiência de caminho de Santiago, pois assim o corpo estará mais acostumado a caminhar por longas distâncias.
Não seria um impedimento e sim uma recomendação.
Com a chegada do inverno as noites ficam mais longas e o tempo disponível de luminosidade é um fator importante.
Normalmente amanhece por volta das 08.45/09.00 horas, e anoitece a partir das 17.00/17.30 horas.
Logo o total de horas disponíveis para a caminhada fica reduzido, e as distâncias das etapas terão que ser menores.
O acompanhamento da previsão do tempo será de primordial importância, pois devemos levar em consideração as previsões das temperaturas, da velocidade do vento e da cota de neve prevista para o dia.
A velocidade do vento é importante, pois uma temperatura ambiente de 0ºc com vento forte terão uma sensação térmica de -5ºC ou até de -10ºC.
A cota de neve determina se vai nevar na localidade ou não.
Se caminhares na região do Cebreiro entre cotas de 1300 a 1400 metros, e a previsão indica para cota de neve a partir de 500 metros é sinal que vai nevar e será difícil de andar, e se por acaso também estiver ventando será então impossível seguir sem riscos.
As informações dos moradores dos povoados devem ser seguidas, pois possuem mais experiência no convívio das dificuldades e mudanças do tempo.
Na grande maioria das vezes as tormentas e nevascas acontecem no período da noite e o peregrino já estará abrigado. Não é seguro caminhar após anoitecer no inverno.
Após uma nevasca noturna pela manhã poderá ser possível caminhar se levarmos em consideração alguns cuidados.
A parte fofa da neve permite caminhar com segurança. A parte que vira gelo é impossível andar sem deslizar. Não há cajado que ajude! Só alpinista com aquelas botas de pregos conseguem caminhar.
O asfalto também forma uma película de gelo e a caminhada também é impossível. Geralmente no acostamento forma uma camada fofa de neve que permite uma boa caminhada.
Muitos albergues estarão fechados, e outros não possuem calefação. Para uma boa caminhada no inverno utilize de vez em quando a rede de hostais ou pensões. Possuem calefação no quarto onde permite a rápida secagem das roupas, bota ou tênis.
Não coloque o calçado para secar muito perto da calefação, pois o solado descola com a temperatura alta.
Aviso final.
É impossível caminhar com equipamento peregrino sem risco de morte com neve pelas canelas em uma etapa de 20 quilômetros.
A hipotermia é silenciosa e fatal. Foi o que matou o experiente peregrino brasileiro de caminhadas no inverno.

Manoel Brasília.
Grupo Peregrinos da Paz – Caminho Santiago.

3 comentários:

  1. Manoel, eu queria ter sua coragem para ir no inverno e não ter que encontrar aquela multidão de gente nas trilhas....rsss. Luciana

    ResponderExcluir
  2. Olá Manoel, há anos quero fazer o Caminho, mas como sou professora (trabalho na Casa Thomas Jefferson), infelizmente só tenho o inverno, dezembro e janeiro. Que rota você sugeriria? Obrigada, Alba

    ResponderExcluir
  3. chenriques2@gmail.com14 de janeiro de 2012 13:09

    Manoel boa tarde,Estou na mesma situação da Alba, mas quero fazer pedalando. Qual a situação melhor e a possibilidade de insucesso?
    Grande abraço, CH

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.